Já falei várias vezes que ADORO esportes radicais.  Acho que já foi skater ou surfer em outras vidas.  Amo assistir competições que extrapolem limites humanos e emocionais.  Essa adrenalina que corre nas veias de gente como Kelly Slater, Bob Burnquist, Mineirinho, Adam Taylor é realmente alucinante.  Quem não gostaria de ganhar a vida fazendo piruetas no ar, no mar, no céu?  Ter um monte de gente te admirando e vibrando pela última maluquice feita?  E que força é essa que faz que alguém com asma severa (como Bob Burnquist) ainda consiga dar esses loopings doidos sem perder o fôlego?  Só com Red Bull mesmo!  Ontem fui assistir a Megarampa com os melhores skaters e bikers da cena atual.  Uma megarampa com 25 metros de altura (um prédio de 9 andares!), atingindo a velocidade de 80 km/h, com um vão ou gap de 20 metros no meio.  Radical, não é?  O desafio era alcançar a maior altura fora da rampa.  Oh my God! O brasileiro Burnquist, os americanos Andy MacDonald, Adam Taylor, Buster Halterman e Rob Lorifice, com o australiano Jake Brown deram um show espetacular.  Eu sou fã do Bob. Trinta e dois anos, esportista consciente com o planeta, o cara mais cool do mundo.

 

  
Advertisements