Não foi fácil.  Chega a Mostra Internacional de Cinema e parece que tudo fica assim meio às escondidas.  A central da mostra, que deveria vender os ingressos e dar informação, não sabe, não tem o calendário, etc.  O site indicado para comprar ingressos antecipados, não funciona para mim que tenho documento de estrangeira com letras E números (o campo de RG não aceita letras, só números).  Ok, resta acordar cedo, ir cedo à sala de cinema e TENTAR comprar lá.  Se pode ser mais difícil, por que facilitar, não é mesmo?  Bom, cheguei no Reserva Cultural, a bilheteria estava aberta e comprei o ingresso para Kiarostami.  Pego o ônibus e me dirijo ao HSBC para compra o ingresso para o filme da Sofia Copola, Somewhere.  Fila kilométrica e a bilheteria só abriria em 1 hora.  Uma hora de espera, não deu tempo de almoçar e fui direto assistir o filme de Kiarostami, Cópia Fiel, sem almoçar.  Valeu a pena!  Acabo de chegar do cinema.   Meu coração palpita, meus pensamentos voam.  Como a arte faz bem para o espiritu.  Obrigada Abbas Kiarostami por fazer um filme sobre os verdadeiros valores humanos, o que nos faz imperfeitos, o que nos faz perfeitos, dependendo do ponto de vista.  “Certified Copy” (Copia Fiel, em português) é um belo filme trilingue, falado em inglês, francês e italiano e com a mais bela paisagem da Tuscana italiana.  Ora estou rindo, ora estou chorando.  É um filme sobre relacionamentos e todas essas mentiras e verdades que muitos casais optam por viver.  É um filme para quem gosta de ver a vida desde outros prismas, sem o convencionalismos e as regras que fazem dessa vida um tanto chata.  Um filme autêntico, sensível, com o feeling maravilhoso deste diretor iraniano que nos faz querer viver sem falsidades e com verdade!  Sempre que vejo um filme com texto impecável, me pergunto por que não consigo escrever assim.  Entre as muitas cenas especiais, tem uma conversa da Juliette Binoche com a dona de um café é IM PER DÍ VEL!

Advertisements